“As pessoas não fazem as viagens, as viagens é que fazem as pessoas.” (John Steinbeck)

quinta-feira, 14 de março de 2019

Cracóvia, Fábrica de Oskar Schindler



Oskar Schindler, era empresário e membro do Partido Nazi, informante das SS e muito bem relacionado com as mais altas patentes do governo de Adolf Hitler. Mesmo assim salvou mais de 1200 judeus. Como? 


Durante a invasão da Polónia, Schindler adquiriu uma fábrica de panelas em Cracóvia. No entanto e como a mão-de-obra alemã era muito cara, viu uma forma de reduzir os seus custos de produção dramaticamente: usar mão de obra judia vinda dos campos de concentração. E foi esta sua ousadia que o fez ouvir os relatos mais cruéis sobre o que se estava a passar nos campos de concentração. E à medida que conhecia mais detalhes mais incomodado ficou e mais lutou para que os seus trabalhadores não tivessem de regressar aos campos de extermínio. 




De forma hábil foi tentando negociar com o partido Nazi. E mesmo quando a fabricação de panelas deixou de ser rentável e a fábrica passou a produzir projéteis, Schindler além de dar ordens expressas para que grande parte das munições fossem propositadamente fabricadas com defeito conseguiu dar proteção aos seus trabalhadores e estes nunca tiveram de regressar aos campos de concentração. Desta forma, salvou mais de 1200 judeus do extermínio. 

Hoje a fábrica é um museu e apresenta uma exposição permanente intitulada “Cracóvia sob a Ocupação Nazi entre 1939 e 1945“ e merece, sem dúvida, uma visita! 
Como nota fica a dica: este é um museu muitíssimo concorrido e recomendamos a compra antecipada de bilhetes ou de visitas guiadas. Ficam algumas fotografias para a posteridade.


















SHARE:

Sem comentários

Publicar um comentário

Blog Layout Designed by pipdig