“As pessoas não fazem as viagens, as viagens é que fazem as pessoas.” (John Steinbeck)

terça-feira, 6 de agosto de 2019

Portugal, Campismo (com crianças)



Acampar com os miúdos era algo que há muito idealizava fazer. Dormir numa tenda debaixo de um céu estrelado e a ouvir o barulho do mar. Deixá-los andar livres, de pés descalços, a correr e a brincar no meio de pinhas e pinheiros. Sem horas nem compromissos. Apenas estar. Nós e eles. Queria que eles tomassem conta destes dias, que fossem eles os sonhadores e fazedores de sonhos. Que fossem os capitães, os piratas, ou os exploradores.... e eles foram tudo isso e muito mais. Deliraram como nunca imaginamos. E acredito que não se esquecerão desta aventura.


Questões práticas. Decidimos arriscar ir apenas 3 dias e 2 noites e escolhemos um dos parques de campismo da minha infância e adolescência: o parque de campismo Rio Alto, na Estela, Póvoa do Varzim. Para nós era importante aproveitar o máximo e não perder muito tempo em viagens. E este parque tem tudo: possui acesso direto à praia, com passagem por baixo de um campo de golfe (estes túneis são o delírio dos mais pequenos), piscina, sombras, minimercado e restaurante. Água quente com abastecimento permanente nas casas de banho. Tem também bungalows para reservar, mas optamos por levar tenda pois era um dos pontos que os miúdos mais queriam. Pedimos emprestada uma tenda, compramos 2 sacos cama (já tínhamos 2) e um colchão insuflável e lá fomos nós. Sem grande stress ou preparação. Correu tudo bem.

Relativamente a refeições, como eram poucos dias, optei por levar várias coisas preparadas como sandes, e ainda muitos legumes para saladas, atum, salsichas, muita fruta, sumos, água e iogurtes. Mas tinha sempre a segurança de saber que havia um restaurante ou minimercado no parque caso algo me falhasse mas acabamos por fazer todas as refeições na tenda e apenas usufruímos do minimercado para comprar pão fresco.

Confesso que uma das coisas que mais me preocupava era o tempo, pois além do verão não andar famoso, esta zona do país é muito ventosa. Mas acabamos por ter sorte, na primeira noite ainda chuviscou, e acordamos com nevoeiro, mas não estava vento e não estava frio. Deu para aproveitar tanto a praia como a piscina, apesar do tempo encoberto. Depois no segundo dia acordamos com sol e aí sim, foi o verdadeiro delírio.

Ficam algumas fotos para mais tarde recordar. Inspirem-se e arrisquem passar uns dias diferentes. 







A praia é divinal e praticamente privada :)

E as dunas? E as vistas? :)



Túnel de acesso à praia

Praia divinal
Localização: Estela, Póvoa do Varzim 
Preços: valor aproximado, 2 noites, 1 carro, 1 tenda, eletricidade e 4 pessoas: 75€


SHARE:

Sem comentários

Enviar um comentário

Blog Layout Designed by pipdig